Novidades da Gestação – semana 34

A minha gravidez delicada, requer muito cuidado e monitoramento contínuo. Por conta disso, tenho feito ultrassom e ido consultas com a minha obstetra semanalmente. Precisamos controlar o peso da Helena, assim como o fluxo de sangue que passa pela artéria cerebral dela. Essa rotina tem sido maravilhosa (quem não gostaria de ver sua neném toda semana?), mas muito estressante ao mesmo tempo (como será que ela vai estar semana?).

Essa semana, como é a semana entre Natal e Ano Novo, tive um pouco de dificuldade para conseguir agendar a ultra na clínica que a minha médica queria. Por conta disso, terminei indo para a emergência do hospital onde faremos o parto para realizar a ultra. Não era o ideal, uma vez que quando fazemos uma ultra com um médico novo, com uma máquina diferente, terminamos não tendo muito parâmetro para saber realmente se ela cresceu ou não.

Quais foram os pontos positivos? A oxigenação no cérebro da bebê, assim como o fluxo no cordão umbilical, seguem bem próximo a média, que são ótimas noticias! São exatamente esses dois parâmetros que fizeram com que a gente pudesse ficar em casa mais uma semana!

E as coisas não tão boas assim? O peso se manteve o mesmo, 1,800 kg, o que teoricamente significaria que ela não engordou nada, já que foi o peso que ela tinha na ultra da semana passada. Esse peso faz com que ela esteja abaixo do limite do 10° percentil. Além disso, depois de ter ficado quase 6 semanas já de cabeça pra baixo, minha pequena decidiu sentar.

Moral da história, minha médica nos deixou em casa e estou muito agradecida em ganhar mais uma semana da minha neném na barriga. No entanto, ela já levantou o alerta. Se semana que vem, se ela mantiver uma curva baixa de crescimento, vamos ter que fazer o parto. Ele já está virtualmente marcado para o dia 02/01/2018, um mês antes de sua data estimada de parto. Fico muito dividida com essa informação. Ao mesmo tempo que fico animada para finalmente conhecer minha pequena, fico com medo de ter uma bebê prematura de 35 semanas. Será que ela vai nascer com alguma sequela? Quanto tempo será que ela vai ter que ficar na UTI? Como vai ser a minha rotina nesses primeiros dias? São muitas perguntas que tenho que ficar ignorando, afinal, há duas semanas atrás ela iria nascer antes do Natal, com somente 33 semanas, e agora só está previsto para depois do ano novo, ganhamos mais 2 semanas de gestação, e é isso que importa!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close